O que é inovação?

A competitividade acirrada e as mudanças constantes em praticamente todos os setores são elementos presentes em todos os nichos de mercado na atualidade. Para enfrentar este ambiente desafiador, a inovação se faz necessária, já que por meio dela é possível reinventar seu negócio de modo a torná-lo mais competitivo e atraente para os clientes.

 

Porém, de que se trata efetivamente este tão falado conceito de inovação? Há muitas definições para o termo. Uma das mais marcantes veio de Ron Johnson, vice-presidente de varejo da Apple: “Inovação é a fantástica intersecção entre a imaginação de alguém a realidade”.

 

Ou seja, inovar vai além da criatividade, de pensar em coisas novas. Inovar é fazer coisas novas. Numa outra definição, inovação consiste na transformação de uma ideia em produto, serviço ou processo novo ou melhorado.

Geração de valor

Para que uma inovação realmente seja completa, porém, é necessário que ela gere valor. Não se trata necessariamente de poder econômico. Ela pode vir na forma de valor socioambiental, de acordo com os objetivos da organização.

 

Confira abaixo as cinco diferentes formas pelas quais este valor se dá:

 

• Introdução de um novo produto ou mudança qualitativa em um produto ou serviço existente;

• Desenvolvimento de um novo processo não necessariamente envolvendo um conhecimento inédito;

• Mudança organizacional, ou seja, novas formas de fazer as mesmas coisas internamente, ou criação de novas rotinas ou cultura de trabalho;

• Abertura de um nicho de mercado novo no qual uma área específica do setor ainda não havia penetrado;

• Criação de novas fontes de provisão para matérias-primas, ou outras contribuições que estimulem a sustentabilidade. 

Tipos de inovação 

Da mesma forma que existem diferentes valores oriundos do ato de inovar, há também variadas formas de fazer com que esta inovação seja realizada. Já vimos que ela pode acontecer em produtos, serviços, processos internos ou externos. Conheça agora as mais utilizadas de acordo com as seguintes categorias:

 

Por atores envolvidos

 

Inovação aberta – Trata-se da inovação desenvolvida por meio de parcerias, compras ou licenciamento de processos de inovação, como patentes, entre diferentes organizações como empresas, universidades e indústrias.

 

Inovação fechada – Processos de inovação desenvolvidos dentro de uma organização, sem apoio externo.

 

Por intensidade

 

Inovação disruptiva – É a inovação que, por seu impacto, com o passar do tempo mude a trajetória do mercado no qual está inserida.

 

Inovação incremental – Consiste em avanços não necessariamente grandes em tecnologias, produtos, processos ou serviços conhecidos.

 

Inovação radical – Processo de inovação profundo que demanda novas maneiras de compreensão de um produto, serviço, processo ou modelo de negócio.

 

Veja Também